DATAHOSTING

PARTNER

Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Movimento Brasil Sem Bandeiras!

Resultado de imagem para brasil sem bandeiras
O grupo no Facebook Brasil Sem Bandeiras tem como objetivo propor ideias, defender o país das mãos de todos os corruptos. A situação política é caótica, o Brasil afunda em desvios e desmandos. Sem reformas políticas não há expectativas de mudanças. É preciso buscar soluções e levar as pessoas mais humildes informação de qualidade. Clique aqui e junte-se a nós no Facebook. 

quarta-feira, 26 de abril de 2017

É verdade que o presidente Michel Temer sancionou uma lei proibindo o uso da Bíblia em todo o Brasil a partir de 2017?

Michel Temer quer proibir o uso da Bíblia no Brasil em 2017! Será verdade?
A notícia apareceu com força na web na primeira semana de novembro de 2016, se espalhando rapidamente através das redes sociais e em publicações em diversos sites e blogs.
De acordo com o texto, o Congresso Nacional teria aprovado o texto-base da Lei que irá proibir o uso da Bíblia Sagrada em 2017 no Brasil. Aprovada com 199 votos a favor e 8 contra, a lei criada por Michel Temer estaria proibindo o uso de material cristão em escolas e poderá ser expandida para todos os locais públicos!
Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Verdadeiro ou falso?

Uma busca no site da Câmara dos Deputados sobre a palavra “Bíblia” já nos mostra que não houve nenhuma votação ou sequer projeto de lei semelhante ao que foi espalhado por aí.
Igualmente, no site do Senado também não há nenhuma nota a respeito!
Estranho, né?
Será que o presidente estaria tentando por em prática algum decreto proibindo o uso da Bíblia? Pelo que podemos ver no site da Presidência da República, não! Não há nenhum decreto nem ao menos parecido com o que diz na “notícia”.
Além disso, nenhum jornal sério e de grande circulação publicou algo sobre essa nova lei!
Na verdade, essa e-farsa surgiu em uma postagem de um blog especializado em criar notícias falsas chamado Fuçada na Rede. Apesar do blog afirmar que a postagem foi feita em setembro, só encontramos essa publicação no mês de novembro de 2016:
Fonte: E-FARSAS

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Lugar de mulher é aonde ela quiser!

Que frase belíssima, faz sentido em razão de tantos anos de machismo, violência e discriminação contra o sexo feminino. Não há nada impossível ou profissão que uma mulher não possa exercer. A foto dispensa quaisquer comentários, entretanto, é apenas uma homenagem do Blog A Voz do Povo a todas as mulheres do nosso país. Pelo fim do feminicídio, dos baixos salários e da discriminação sem noção contra as mulheres. Lugar de mulher quem define são elas...É aonde elas quiserem. 



LEIA: ONU: Taxa de feminicídios no Brasil é quinta maior do mundo; diretrizes nacionais buscam solução




quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Suíça investiga bancos por corrupção no Brasil e Malásia

Bandeira da Suíça
Genebra – As autoridades suíças informaram que estão investigando diretores dos bancos usados por ex-diretores da Petrobras, Odebrecht e outros casos relacionados com a Operação Lava Jato.
A informação faz parte do relatório do Grupo de Ação Financeira Internacional (Gafi), publicado nesta quarta-feira, 7, que afirma que o “caso Petrobras” pode ter resultado em perdas “bilionárias” ao Brasil.
Num informe de quase 300 páginas sobre a situação na Suíça, o Gafi dedicou parte de sua avaliação ao caso específico da Petrobras.
Mas deixou claro que os bancos suíços não têm informado ainda de forma suficiente sobre atividades suspeitas de seus clientes e apontando falhas nos controles de operadores e intermediários.
Depositário de mais de US$ 6 trilhões, os bancos suíços ainda não estariam agindo de forma suficiente para lidar com a lavagem de dinheiro.
O Gafi é quem elabora padrões globais de combate à corrupção, adotados por 180 países e que, de forma periódica, avalia os diferentes países na sua luta contra a lavagem de dinheiro e mesmo financiamento do crime.
Segundo a entidade, o que se verificou foi uma “corrupção de larga escala resultando em perdas que somam milhões, senão bilhões de francos suíços” ao Brasil.
Ao lado da Operação Lava Jato, outro caso que tem chamado a atenção das autoridades é do fundo soberano malaio, o 1MDB.
De acordo com o informe, porém, “a Suíça indicou que seis processos foram recentemente abertos contra bancos, assim como seus diretores, envolvidos nos casos 1MDB e Petrobras”.
Em outubro, o jornal O Estado de S. Paulo havia revelado que um total de 24 bancos haviam sido alvos de um exame por parte da Agência Supervisora do Sistema Financeiro da Suíça (Finma).
Mas, segundo o Gafi, não apenas as instituições estão sob a lupa das autoridades, mas seus próprios diretores-executivos. Ao longo dos anos, a punição contra lavagem de dinheiro na Suíça tem se limitado a multas aos bancos e raramente seus diretores são responsabilizados diretamente.
A instituição, porém, também apontou falhas nos controles dos bancos para identificar clientes que possam estar cometendo crimes, assim como um controle limitado sobre operadores e intermediários de contas, justamente o mecanismo usado pelos ex-diretores da Petrobras e da Odebrecht para pagar propinas.
Para o Gafi, os bancos têm tomado cuidado com novos clientes. Mas não adotam o mesmo controle em relação aos mais antigos. “Bancos não fazem uma revisão suficiente e não atualizam dados sobre clientes existentes”, alertou o grupo. “Isso pode levar a falhas para identificar clientes que possam ter transações suspeitas”, constatou. “A implementação de medidas de due diligence com clientes já existentes não é sempre satisfatória”, apontou.
Outro alerta da entidade internacional é que bancos têm relatado às autoridades um número ainda baixo de suspeitas de transações suspeitas. As instituições financeiras, segundo o Gafi, têm entregue os nomes de suspeitos apenas depois que casos são públicos ou descobertos pela Justiça. Pela lei, os bancos são obrigados a relatar transferências suspeitas.
Trusts
Outra constatação é de que os suíços tampouco tem obtido bons resultados no controle de beneficiários de trusts, mecanismo usado pelo ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para camuflar seus recursos na Suíça.
O governo suíço reconheceu que precisa melhorar. Num comunicado de imprensa, a Secretaria de Assuntos Financeiros indicou que o Gafi “criticou certos aspectos do monitoramento de intermediários financeiros e a cooperação internacional do Escritório de Combate à Lavagem de Dinheiro”.
“A aplicação de medidas preventivas pelos intermediários financeiros precisa também ser melhorada”, indicou. “O número de comunicações de suspeitas é considerada como sendo muito fraca, diante da importância da praça financeira suíça”, admitiu o governo.
Já os bancos tem uma visão diferente sobre a recomendação do Gafi por um maior número de comunicações de suspeitas. “Na avaliação dos bancos, simplesmente aumentar o número de relatórios de atividades suspeitas não vai necessariamente resultar num aumento da eficiência em prevenir a lavagem de dinheiro”, declarou a Associação de Bancos Suíços, sem dar detalhes.
Os bancos ainda alertam que, a partir das recomendações apresentadas pela instituição internacional, eles esperam um “bom senso de proporcionalidade” e que as “especificidades” suíças sejam consideradas.
No caso da Petrobras, o informe da Gafi indica que, num primeiro momento, o Ministério Público suíço recebeu 60 comunicações de suspeitas. O número aumentou significativamente desde 2014. Desde 2014, porém, nove investigações de lavagem de dinheiro foram estabelecidas.
Naquele primeiro momento, pelo menos 300 relações bancárias foram identificadas como suspeitas em 30 bancos suíços, por onde os pagamentos de corrupção teriam transitado. “Os beneficiários das contas, em geral abertos em nome de empresas, eram executivos da Petrobras, donos de empresas subcontratadas, intermediários financeiros e empresas brasileiras e estrangeiras que pagavam propinas”, explicou o Gafi.

O informe também revela que, diante da dimensão da corrupção brasileira passando pelos bancos suíços, o MP em Berna “precisou alocar maiores recursos para a investigação”. No total, os suíços já autorizaram o repatriamento de US$ 190 milhões ao Brasil em relação aos quase US$ 800 milhões bloqueados nos bancos do país europeu.

Fonte: EXAME ABRIL

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Michel Temer vai proibir o uso da Bíblia no Brasil a partir de 2017?

É verdade que o presidente Michel Temer sancionou uma lei proibindo o uso da Bíblia em todo o Brasil a partir de 2017?
Michel Temer quer proibir o uso da Bíblia no Brasil em 2017! Será verdade?
A notícia apareceu com força na web na primeira semana de novembro de 2016, se espalhando rapidamente através das redes sociais e em publicações em diversos sites e blogs.
De acordo com o texto, o Congresso Nacional teria aprovado o texto-base da Lei que irá proibir o uso da Bíblia Sagrada em 2017 no Brasil. Aprovada com 199 votos a favor e 8 contra, a lei criada por Michel Temer estaria proibindo o uso de material cristão em escolas e poderá ser expandida para todos os locais públicos!
Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?
Michel Temer quer proibir o uso da Bíblia no Brasil em 2017! Será verdade?

Verdadeiro ou falso?

Uma busca no site da Câmara dos Deputados sobre a palavra “Bíblia” já nos mostra que não houve nenhuma votação ou sequer projeto de lei semelhante ao que foi espalhado por aí.

Igualmente, no site do Senado também não há nenhuma nota a respeito!
Estranho, né?
Será que o presidente estaria tentando por em prática algum decreto proibindo o uso da Bíblia? Pelo que podemos ver no site da Presidência da República, não! Não há nenhum decreto nem ao menos parecido com o que diz na “notícia”.
Além disso, nenhum jornal sério e de grande circulação publicou algo sobre essa nova lei!
Na verdade, essa e-farsa surgiu em uma postagem de um blog especializado em criar notícias falsas chamado Fuçada na Rede. Apesar do blog afirmar que a postagem foi feita em setembro, só encontramos essa publicação no mês de novembro de 2016:
fucadanarede

Conclusão

O presidente Michel Temer não criou nenhuma lei proibindo o uso de Bíblias no Brasil!
Fonte: E-FARSAS

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

"Sou um homem livre", diz Joaquim Barbosa sobre eventual candidatura em 2018

Ver as imagens
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse hoje (9) que é um “homem livre” ao ser perguntado sobre a possibilidade de disputar as eleições presidenciais de 2018. No entanto, Barbosa ponderou que “até hoje não se interessou” pela política.
Barbosa participou nesta tarde de uma cerimônia em homenagem ao ex-ministro do Supremo Cesar Peluso. Em entrevista após o evento, Barbosa criticou o processo de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.
Ao relacionar o domínio que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, terá sobre a Câmara e o Senado dos Estados Unidos e da Suprema Corte, o ex-ministro do STF disse que naquele país “a coisa se deu pelas urnas” e não por um processo “controverso e contestado por boa parcela da população”.
“Nós teremos paz em 2018, com a eleição de um novo presidente da República”, disse.
Trump
Na entrevista, Joaquim Barbosa também disse que a eleição de Trump para a presidência dos EUA foi um “choque para o mundo ocidental”, mas não lhe causou surpresa.
“É um choque para o mundo ocidental. O sistema de alianças que foi montado no mundo ocidental após a Segunda Guerra Mundial, as posições extremistas de Trump, colocam em risco todo esse sistema. Mas não acredito que ele vá concretizar nada que ele disse em campanha, porque a democracia americana é muito sólida, as instituições são muito sólidas. Se acontecerem, o mundo estará em perigo”, avaliou.
Segundo Barbosa, o resultado da eleição também terá reflexos na composição da Suprema Corte norte-americana, porque Trump indicará um novo ministro para o tribunal, provavelmente de caráter conservador.
Lava Jato
Joaquim Barbosa disse que os fatos sobre a corrupção na Petrobras, investigados na Operação Lava Jato, não o surpreenderam. “Nada disso me surpreende, conheço muito bem o Brasil.”
Sobre o impacto que o eventual acordo de delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht pode provocar no sistema político, Barbosa acrescentou que as instituições de investigação devem funcionar livremente.
“Desestabilizaria a democracia deixar as coias correrem soltas, sem investigação. É importante que os órgãos da Justiça, de persecução criminal, funcionem regularmente sem qualquer tipo de interferência. Deixa a Justiça funcionar.”
Fonte: Agência Brasil/Yahoo Notícias

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Liminar concedida ao MPF suspende cursos da Faculdade Integrada do Brasil(Faibra) em todo o RN

image_previewO Ministério Público Federal (MPF) obteve liminar que determina à Faculdade Integrada do Brasil – Faibra (mantida pela Associação Educacional Cristã do Brasil) – a suspensão dos cursos de “extensão universitária”, “livres” ou “de aperfeiçoamento” que vinha realizando em todo o Rio Grande do Norte, promovidos sob a alegação de que serviriam para obtenção do diploma de graduação em Pedagogia. A instituição, localizada em Teresina no Piauí, não tem autorização para ministrar esses cursos fora de sua sede, mas captava os alunos por meio de publicidade enganosa.
A Faibra já havia sido impedida de manter tais cursos especificamente no Município de Tenente Laurentino, em outra ação do MPF que já obteve, inclusive, sentença determinando o pagamento de danos materiais e morais aos estudantes. A nova liminar agora amplia a suspensão dos cursos a todo o estado e é fruto de uma ação civil pública de autoria da procuradora regional dos Direitos do Cidadão Caroline Maciel. A faculdade conta com, pelo menos, 1.200 alunos no RN, em municípios como Umarizal, João Câmara, Ipanguaçu, Mossoró, Bodó, Japi, Alexandria, Rio do Fogo e Ceará-Mirim, entre outros
Na liminar, o juiz federal Magnus Delgado determina, além da paralisação dos cursos, a suspensão da expedição de diplomas de graduação baseados nesses cursos, bem como da cobrança de mensalidades ou outras taxas aos estudantes. O magistrado acatou, ainda, o pedido do MPF para bloquear R$ 1 milhão das contas bancárias ou dos bens da faculdade e da associação que a mantém, para o caso de uma decisão futura vir a exigir a reparação dos danos.
Fraude – A Faibra vem ofertando irregularmente curso de Graduação em Pedagogia, em diversos municípios potiguares, por meio de publicidade enganosa a respeito de cursos livres, de extensão ou aperfeiçoamento que seriam, ao final, “validados” e “aproveitados” como carga horária do curso de nível superior em Pedagogia. Isso sem que os alunos precisassem passar por qualquer processo seletivo e sem que a faculdade tivesse autorização do Ministério da Educação (MEC) para promover essas atividades fora de sua sede.
A expansão ilegal das atividades da Faibra se iniciou em 2008, por meio do chamado “Programa de Educação Continuada – PROEC”. Em regra, a faculdade firma convênios com instituições de ensino locais. Em Tenente Laurentino, o “parceiro” era o Instituto Educacional de Menezes Ltda., que não possuía autorização do MEC para promover qualquer tipo de curso. “O mais grave, porém, vislumbra-se no anúncio publicitário da demandada, no qual são oferecidas vagas em Curso de Graduação em Pedagogia, com a garantia de diploma de graduação, em município do Estado do Rio Grande do Norte”, reforça a decisão judicial.
A ação civil pública tramita na Justiça Federal sob o número 0810098-93.2016.4.05.8400.
MPF-RN

VIA : BLOG DO BG

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Razões pelas quais o país com Michel Temer está melhorando!

Antes, porém, não votei em Dilma e Michel Temer. O discurso das panelas é literalmente vazio, ou seja, na justificativa de movimentos partidários ligados ao PT utilizam destes atributos...governo dos pobres. De pobre não tem nada, mas, governo dos bancários, do juros altos, dos apadrinhados, 39 ministérios, dos cargos comissionados, a conta de luz alta, gasolina e sem reforma política tinha que ser feito alguma coisa.

Pois bem, os investidores estrangeiros voltam a acreditar no país, não é factoide, é real. O dólar em baixa, cortes nos gastos públicos, dentre outras medidas, mostra que o país sucateado começa a ressurgir. Ademais o choro é livre, concorda? Abaixo segue um link reforçando o que escrevi sobre investidores estrangeiros. 

Em resumo, muito preciso ser feito, verdadeiras políticas com a participação da sociedade, cortes radicais nos gastos com gabinetes, ministérios e redução de parlamentares, isso se aplica aos estados e municípios. 

Will Landers, diretor da BlackRock, empresa global gestora de investimentos, participou do encontro de apresentação do PPI

O chefe global de mercados emergentes da BlackRock, Will Landers, avaliou que o Brasil tem criado as condições necessárias para voltar a crescer. Ele ponderou que o programa de concessões vai abrir oportunidades importantes para investidores.
A BlackRock é uma das maiores gestoras de recursos do mundo e participou de encontro de empresários com o presidente da República, Michel Temer, em Nova York (EUA).
O presidente e a comitiva de ministros brasileiros apresentaram a investidores estrangeiros o Programa de Parcerias de Investimentos. Anunciado na semana passada, o PPI prevê um novo modelo para a concessão à iniciativa privada de portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, usinas hidrelétricas e empresas de saneamento básico.
Lander, que participou do encontro, afirmou que há uma nova visão e avaliação dos investidores estrangeiros sobre as condições da economia brasileira e as oportunidades oferecidas pelo País.
“Com o novo governo, nós, sem dúvida, temos a oportunidade de falar de crescimento, de uma recuperação econômica”, ressaltou. Landers lembrou que o Brasil passou por um momento de crise econômica e que agora é possível acreditar em um crescimento e na possível queda da inflação e dos juros.
“Estávamos em depressão e agora estamos voltando a acreditar em um crescimento de 2% para o ano que vem e 3% ou 4% (de crescimento) para 2018”, projetou. Ele ponderou ainda que já é possível ver no cenário uma melhora do mercado de trabalho, inflação em queda e eventualmente uma queda de juros.
Landers avaliou que, agora, o Brasil pode voltar ao tripé econômico inaugurado pelo Plano Real: responsabilidade fiscal, controle da inflação e regime de câmbio flutuante. “Podemos dar a chance da economia brasileira e da classe média voltarem a crescer”, argumentou.
 PPI
O diretor da gestora de recursos ainda observou que o PPI traz grandes oportunidades para investidores. “Com um governo que acredita em trabalhar com o setor privado e não forçá-lo a fazer investimentos que não fazem sentido, acho que vai dar muito certo”, afirmou.
Inicialmente, estão previstos 34 projetos de concessão, e a expectativa é que os primeiros leilões ocorram em 2017. Entre as características do programa estão o estabelecimento de taxas de retorno atrativas para os investidores e o apoio de R$ 30 bilhões de bancos públicos para financiar as concessões.
Com informações do site Planalto

domingo, 26 de junho de 2016

Dia do Disco Voador: 5 casos de OVNIs e alienígenas no Brasil


Caso Villas-BoasA vida extraterrestre é algo intrigante e que ecoa na mente humana há muito tempo. Muita gente vê referência a alienígenas em registros de antigas civilizações e nossos olhares para o espaço sempre miraram encontrar alguma evidência de que não estamos sozinhos neste imenso Universo. Mais do que esperar ter contato com aliens fora da Terra, muita gente garante que os “nossos vizinhos” já nos fizeram algumas visitas. Há, inclusive, uma série de relatos sobre a presença alienígena aqui mesmo no Brasil — e é justamente sobre eles que nós vamos falar. Já que 24 de junho é o Dia do Disco Voador, relembre alguns dos principais casos de OVNIs e aliens em território nacional. Leia também: 10 filmes sobre presença alienígena na Terra 1. Caso Villas-Boas (1957) Este não é um simples caso de contato com alienígenas no Brasil, mas a primeira alegação de abdução em todo o planeta — logo, a primeira alegação de contato imediato de quinto grau de que se tem notícia. O evento teria ocorrido em 16 de outubro de 1957, depois de Antônio Villas-Boas, filho de fazendeiros da cidade de São Francisco de Sales, Minas Gerais, já ter avistado uma forte luz branca em sua janela em duas ocasiões naquele mesmo mês. Segundo o relato de Villas-Boas, dentro da nave, ele foi despido teve sangue coletado por meio de uma ventosa grudada em seu queixo. Depois, ele teria sido deixado em uma sala com uma “mulher alienígena” de cabelo platinado e grandes olhos azuis, com pelos vermelhos nas axilas e no púbis e com a qual ele teve várias relações sexuais. Ao se despedir de Antônio, a alienígena teria ainda apontado para a própria barriga, dando a entender que estaria grávida do agricultor. Villas-Boas garante que alienígenas extraíram sangue de seu corpo. (Foto: Reprodução/Revista UFO) Além disso, o homem que garante ter sido abduzido fala que os aliens usavam uma espécie de colante com capacete e óculos redondos. Ele teria tentado pegar um objeto da espaçonave a fim de comprovar a sua história, mas os donos do veículo perceberam e o tomaram de suas mãos. Para Villas-Boas, o seu caso se tratou de uma experiência genética conduzida por seres extraterrestres. Não há muitas evidências de que tudo isso tenha de fato acontecido, pois não foram feitas quaisquer imagens das marcas deixadas pelo trem de pouso do disco voador que visitou a propriedade de sua família. Além disso, o lugar sofreu uma inundação em 1978, o que acabou com qualquer possibilidade de comprovação. A favor de Antônio Villas-Boas há apenas as marcas deixadas no corpo dele pelo suposto contato com os aliens, além de sintomas apresentados por ele no período seguinte ao evento, típicos de pessoas expostas a uma radiação moderada. Antônio morreu em janeiro de 1991, com 56 anos. 2. Caso do Forte de Itaipu (1957) Era 4 de novembro de 1957 quando duas sentinelas do Forte de Itaipu, localizado na cidade de Praia Grande, em São Paulo, avistaram um imenso brilho no céu. Com um pouco mais de atenção, eles puderam perceber que o objeto descia a uma alta velocidade e parou a cerca de 300 metros da instalação militar. Segundo os soldados que avistaram o OVNI, ele teria cerca de 30 metros de diâmetro e começou a emitir um zumbido intenso e uma forte onda de calor em direção às sentinelas, embora não fosse possível notar qualquer tipo de chama ou luz durante este evento. Com suas roupas queimando, uma das sentinelas chegou a desmaiar, enquanto a outra se protegeu e gritou em pedido de socorro. Outros soldados chegaram e puderam ver o OVNI partindo em retirada. Sentinelas do Exército saíram queimadas em 1957. (Foto: Jamil Vila Nova/GUG) Os oficiais feridos receberam tratamento e se recuperaram, mas o caso ainda permanece sem conclusão até hoje. Ele teria recebido atenção até mesmo da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, a qual o Exército Brasileiro teria recorrido devido ao possível maior conhecimento dos norte-americanos sobre o tema. Segundo relatos, até mesmo oficiais das Forças Armadas dos EUA teriam comparecido ao Forte Itaipu para investigar o caso. 3. Operação Prato (1977) Ocorrida entre outubro e dezembro de 1977, a Operação Prato foi deflagrada pelo 1º Comando Aéreo Regional, órgão da Força Aérea Brasileira com sede em Belém, Pará, a fim de investigar o surgimento e a movimentação de OVNIs na região dos municípios de Vigia, Colares e Santo Antônio do Tauá. Após inúmeros relatos de pessoas sendo feridas por luzes que causavam queimaduras, a operação da aeronáutica comandada pelo capitão Uryangê Hollanda se dirigiu ao local e teria feito fotos e vídeos dos eventos. Apesar de ainda não ter tido todos os seus documentos revelados, o caso é um dos mais documentados do mundo e teve fatos divulgados de forma oficial pelas forças armadas e outros que chegaram ao grande público por meio de vazamentos. Nos documentos já acessíveis, é possível ler uma série de relatos sobre o avistamento dos OVNIs tanto por parte dos militares quanto por parte de civis que prestaram depoimento às autoridades, com descrições precisas sobre movimentação, velocidade e contato com os tais feixes luminosos apelidados de “chupa-chupa”. Segundo relato da médica Dr. Wellaide, então com 24 anos, que atendeu a vários pacientes no posto de saúde da cidade de Colares, seus pacientes apresentavam crise nervosa, cefaleia, astenia, amortecimento parcial do corpo (paresia), tremores generalizados, tonturas e também queimaduras de 1º grau e marcas de microperfurações. Ainda segundo o depoimento da médica, os homens apresentavam as marcas no pescoço, enquanto a única mulher supostamente vítima dos aliens trazia as marcas sobre o seio. Documentos da Operação Prato liberados pela Aeronáutica. (Foto: Reprodução/IstoÉ) Em novembro de 1977, a agência de Belém do então Serviço Nacional de Inteligência (SNI) enviou um documento à agência central, em Brasília, relatando sobre o caso. Eles informaram que inicialmente acreditava-se que tudo não se passava de misticismo da população pobre da região, mas, depois, os eventos se tornaram mais evidentes, chegando à montagem de um posto de vigia para fotografar a tal luz que feria as pessoas. Houve vários registro da luz e de supostos OVNIs, mas nunca houve consenso entre a equipe de que os objetos voadores não se tratavam apenas de corpos celestes. Descrição dos OVNIs vistos durante a Operação Prato. (Foto: Reprodução/IstoÉ) Ainda com documentos classificados (ou seja, secretos) não divulgados pelos militares brasileiros, o caso permanece um mistério. Ele ganhou tanto destaque que virou documentário no canal History Channel, no qual foi chamado de “Caso Roswell brasileiro” — referência a um dos casos mais famosos de OVNIs do mundo, ocorrido na cidade de Roswell, Estados Unidos, em 1947. 4. A Noite Oficial dos OVNIs (1986) Provavelmente o caso mais famoso de OVNIs no Brasil, aquela que ficou conhecida como “A Noite Oficial dos OVNIs” aconteceu em 19 de maio de 1986, completando 30 anos recentemente. Tudo começou quando objetos estranhos foram detectados pelos radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta I) e, a partir disso, caças F5 e Mirage saíram das Bases Aéreas de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, e de Anápolis, em Goiás. Ao todo, foram avistados — e perseguidos — 21 OVNIs, com o evento podendo ser visto de quatro estados diferentes (Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo) e durando cerca de três horas. Relatos de caças da FAB perseguidos pelos OVNIs e registro das conversas mantidas entre os pilotos e os controladores de voo estão entre os documentos mais valiosos da ufologia brasileira. No dia seguinte, em 20 de maio, o tenente-brigadeiro do ar Octávio Júlio Moreira Lima, então ministro da Aeronáutica, convocou uma coletiva de imprensa para contar ao Brasil sobre a operação montada às pressas no dia anterior para perseguir os objetos voadores não identificados. Folha da Tarde noticiando as informações divulgadas pela Aeronáutica. (Foto: Reprodução/Folha da Tarde) Em 2009, a FAB divulgou um relatório oficial sobre o caso no qual afirmava que “os fenômenos são sólidos e refletem, de certa forma, inteligência, pela capacidade de acompanhar e manter distância dos observadores, como também voar em formação, não forçosamente tripulados”. Em suma, para os militares brasileiros que acompanharam a Noite Oficial dos OVNIs, são vários e fortes os indícios de que aqueles objetos poderiam ser, de fato, discos voadores. Neste ano, a Aeronáutica divulgou uma série de documentos na íntegra, agitando ainda mais a curiosidade dos entusiastas do tema e em especial de quem pesquisa um dos eventos de ufologia mais conhecidos do país. 5. Incidente em Varginha (1996) É claro que este evento não poderia ficar de fora da lista. Provavelmente o mais famoso e midiático dos casos de presença alienígena no Brasil, o Incidente em Varginha diz respeito à suposta aparição de naves e seres extraterrestres na cidade de Varginha, Minas Gerais, em 1996. Segundo os relatos, as irmãs Liliane e Valquíria Silva, além da amiga de ambas, Kátia Xavier, teriam visto uma criatura de aspecto humanoide ao passarem próximas a um terreno baldio. De acordo com o depoimento do trio, o ser teria pele marrom, aparência viscosa, grandes olhos saltados e avermelhados e três protuberâncias na parte superior de sua cabeça. Envolto em uma série de mistérios e teorias de conspiração, o caso ficou famoso no mundo todo. As três garotas chegaram a afirmar à época que o alien se comunicou por meio do pensamento com elas e, além disso, a mãe das irmãs Silva teria dito que uma pessoa desconhecida tentou subornar a família a fim de que elas não dessem mais qualquer depoimento sobre o caso. As três meninas que avistaram o ET de Varginha. (Foto: Reprodução/IstoÉ) Oficialmente, a conclusão do inquérito da Polícia Militar é de que a tal criatura de pele marrom e olhos avermelhados seria, na verdade, um cidadão de Varginha conhecido como Mudinho, “que provavelmente apresenta algum desvio mental e cujas características puderam ser posteriormente evidenciadas no estudo fotográfico de simulação”. Para as autoridades, Mudinho estaria sujo de barro graças às fortes chuvas da região e foi visto agachado junto a um muro, o que o levou a ser confundido com um alien por “três meninas aterrorizadas”. Contudo, muitos ufólogos contrariam esta versão, alegando que as três meninas conheciam o tal Mudinho e que jamais o descreveriam como um ser assustador, de baixa estatura, com olhos grandes avermelhados e protuberâncias na cabeça. Além disso, a presença de várias viaturas da Escola de Sargentos de Armas na região em datas próximas às dos avistamento de OVNIs e aliens também reforça a posição daqueles que acreditam que as autoridades estão escondendo algo — a explicação oficial para a presença das viaturas diz que a movimentação visava levar os veículos para a revisão (algo comprovado por meio de notas fiscais). Segundo o ufólogo Marcos Petit, um dos mais famosos estudiosos do caso de Varginha, engana-se quem acredita que houve apenas um “ET de Varginha”. Em entrevista a EBC, ele afirmou que o grupo de pesquisadores do qual faz parte “não só tomou conhecimento e investigou o caso do avistamento de uma criatura de padrão totalmente apartado de tudo que conhecemos aqui na Terra” — o ET descrito pelas meninas —, mas também “de outros depoimentos de civis, e mesmo de militares do Exército, do Corpo de Bombeiros de Varginha, e de membros da Polícia Militar de Minas Gerais, que descreveram o contato e a captura de seres exatamente iguais aos reportados pelas 'meninas do caso', cujos depoimentos deram origem à pesquisa”. Em suma, não seria apenas um alienígena, mas vários deles, cuja existência vem sendo acobertada pelas autoridades desde então. Enfim, como a maioria dos grandes casos de contato imediato com seres extraterrestres, o Incidente em Varginha (que já ganhou até um FPS de respeito) permanecerá um grande mistério. Fontes: Ceticismo Aberto (1), Ceticismo Aberto (2), Vigília, IstoÉ (1), IstoÉ (2), Revista UFO, Revista de História, EBC, Folha de S.Paulo


Matéria completa:
Extraída do CANAL TECH
O conteúdo do Canaltech é protegido sob a licença Creative Commons (CC BY-NC-ND). Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Quadrilha estoura caixa eletrônico da agencia do banco do Brasil em Lagoa Nova


Criminosos invadiram agência do Banco do Brasil e explodiram um caixa eletrônico em  Lagoa Nova. O crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (15). De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu pouco antes das 3h. Homens armados chegaram em quatro veículos, invadiram o estabelecimento e explodiram o terminal. A polícia ainda não sabe informar a quantia levada pela quadrilha. Na fuga, os bandidos atiraram para amedrontar a população e espalharam grampos de fero pelas ruas da cidade, com o propósito de dificultar uma possível perseguição. A polícia fez buscas, mas até o momento ninguém foi preso.

domingo, 1 de maio de 2016

Thais Pazeto, finalista do concurso 'Musa do Brasil' luta contra vigorexia: 'desespero'

divulgação
divulgação
Thais Pazeto
A modelo Thaís Pazeto, finalista do concurso "Musa do Brasil", participou de um ensaio sensual em que mostra as curvas do seu corpo muito bem delineadas.
Mas, o que pouca gente sabe é que, para chegar à essa forma, a modelo teve que enfrentar uma doença chamada "vigorexia", distúrbio que faz com que a pessoa fique sempre insatisfeita com a própria aparência e busque um visual mais e mais sarado.
Ao EGO, Thaís contou que deixou de sair com amigos para conseguir frequentar a academia. "Cheguei ao cúmulo de malhar três vezes por dia e substituir toda a minha dieta por massa magra, comia só frango basicamente. Sentia os meus músculos tremerem por todo o corpo, era como se eles estivessem sentindo os efeitos físicos de uma abstinência de exercícios físicos. Isso me deixava aflita, mas eu continuava", afirmou.
Mesmo que tivesse uma rotina saudável e recebesse elogios por sua beleza, Thaís disse ao EGO que se via no espelho e não estava satisfeita. "Me olhava e ainda me olho no espelho e sempre penso que preciso melhorar o corpo. Isso me deixa em desespero!”, revela.
divulgação
divulgação
Thais Pazeto
divulgação
divulgação
Thais Pazeto
divulgação
divulgação
Thais Pazeto
divulgação
divulgação
Thais Pazeto
divulgação
divulgação
Thais Pazeto